sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Em algum lugar do passado

Aloha, galera!!! Tava com saudades de vocês e já não era sem tempo, a volta do "Em algum lugar do passado", não é mesmo?Bom, após alguns pedidos e e-mails insistentes, trouxe de volta à tona, o seriado "Chips". Se você beira a casa dos quarenta ou um pouco mais, com certeza se lembrará da saga dos dois motoqueiros solidários, inseparáveis e que resolviam tudo numa boa. Agora, se você é mais novo, não perca por esperar, e dê uma checada no canal TCM, que todos os dias as 20:00hs rola um "revival" da série por lá. Passa no TNT também, mas nas madrugas de sexta para sabádo apenas.

A série descrevia a saga de dois policiais americanos e suas poderosas motos Kawasakis, que arrancavam suspiros dos adolescentes da época! Os meninos pelas motos e as meninas pelos galãs.

Trabalhando para a Califórnia Highway Patrol (Chips) Larry Wilcox,que fazia o papel do oficial Jon Baker e Erik Estrada,como Frank "Ponch" Poncherello,faziam suas rondas pelas estradas da Califórnia e resolviam os problemas sem usar de armas e com a ajuda de rádios para a comunicação(é o Motorola já existia!). Chips não tratava somente do dia-a-dia dos patrulheiros em serviço, mas mostrava também acontecimentos da vida pessoal deles, o que contribuiu para melhorar a imagem dos policiais junto aos telespectadores em todo o mundo. A série também foi responsável pela popularização dos óculos estilo Ray-Ban.



As estórias se baseam na ronda de dois patrulheiros rodoviários pelas estradas da Califórnia. Nas primeiras temporadas, os episódios alternavam momentos de drama e comédia, com esta segunda forma centrada nas ações do patrulheiro porto-riquenho novato Poncherello. Já Baker era o "cérebro" da dupla, não raro exibindo impaciência com o parceiro. Montados nas motos japonesas de alta cilindrada e potência, os dois tinham uma conduta pacífica e baseada no bem estar do cidadão.Chips ajudou a melhorar a imagem dos policiais em todo o mundo, pois mostrava patrulheiros corajosos, solícitos e competentes, sempre atentos ao que ocorria de errado nas estradas. Além disso, havia o lado sem a farda: "Ponch" e Baker eram amigos fora do trabalho e sempre se divertiam juntos. A série mostrava que, apesar da vida de policial, eles viviam um mundo bem igual ao da grande maioria das pessoas, o que ajudou no sucesso. E que agiam muito mais com o cérebro do que com a força física. tornaram os policiais mais humanos e menos cruéis as vistas das pessoas. A sigla CHIP significa Califórnia Highway Patrol, ou Polícia Rodoviária da Califórnia.


Os episódios tinham dois assuntos paralelos, um crime e uma encrenca. A encrenca chamava mais atenção que o crime, afinal já sabíamos quem era o bandido e que ele iria ser preso cedo ou tarde. O interessante era saber como Jon ia chegar a tempo para seu encontro ou como Ponch iria se sair para explicar ao Sargento Getraer que a moto estava destruida. Além disso sempre era divertido ver as brigas de Ponch e Jon, o que não sabiamos era que elas se estendiam para fora da tela. Corriam os boatos na época que o relacionamento entre os parceiros andava meio abalado, Eric Estrada cada vez com mais ataques de estrelismo fazia com que o calmo Larry Wilcox fosse se enchendo até cair fora. Inclusive, a última temporada foi feita sem o lourinho da série. A desculpa foi de que seu pai havia adoecido(na série) e o chamado de volta para cuidar dos afazeres do seu rancho. A verdade é que com o aumento da popularidade do "Ponch", além de incrementar seu cachê, Erik exigiu que seu personagem ficasse mais sério e racional. As mudanças não agradaram Wilcox, que alimentou uma rivalidade com Erik até deixar o programa antes da última temporada.

E o sucesso deFrank Poncherello (mais conhecido como Ponch)o fez um ícone da cultura americana dos anos 70. Fez vários filmes mas não obteve com eles o sucesso do seriado. Dizem que atualmente se converteu a uma religião... Outros personagens inesquecíveis foram o Sargento durão Joe Getraer e os oficiais Grossman, Baricza, Fritz, Sindy, Turner, Bonnie e Steve MacLeish. Havia também o hilariante mecânico Harlan Arliss.


A série foi exibida em seis temporadas, de 1977 à 1983 e recentemente as duas primeiras temporadas da série foram relançadas, em DVD, no Brasil. Ao total foram 139 episódios. Por aqui foi exibida, inicialmente, na Rede Tupi, de 1977 até o final da emissora em junho de 1980, depois foi para a Record, de junho de 1980 até o fim do ano de 1983. Depois a Band adquiriu os direitos e a exibiu de 1984 até 1988. Posteriormente, a Manchete foi quem mostrou asa aventuras dos policiais motoqueiros, de 1988 até 1993. E, atualmente( como já dito) está nos canais de emissoras a cabo.Em 1999, foi feito o longa "Chips 99" com quase todo o elenco original da série, produzido pela TNT, e, exibido com exclusividade pelo SBT.

O interessante é que no final dos anos 70 e início dos anos 80, Chips virou uma febre no mundo inteiro, principalmente com as crianças. Larry Wilcox veio ao Brasil e apareceu em comerciais e programas de auditório vestido com seu uniforme de patrulheiro. No Brasil, a série foi a primeira a utilizar o merchandising como forma secundária de rentabilidade. Antes disso, a única renda disponível era a venda da série para as emissoras interessadas. Como o sucesso da série era grande entre as crianças, empresas de brinquedos como a Glasslite e a Estrela lançaram uma série completa de brinquedos relacionados com a série e confecções que produziam as roupas dos patrulheiros. Nos Estados Unidos, os brinquedos foram produzidos pela empresa Mego.

Na minha ótica, esse seriado foi bem roteirizado, escrito e dirigido e a presentava estórias simples e fáceis de serem entendidas e , talvez por isso, tenha sido considerado um produto para "toda família", pois mostrava o lado humano dos policiais e o lado"cívico" da defesa inconteste dos cidadãos, com direito ao velho jargão do uso da "boa moral e dos costumes" como pano de fundo dos episódios. A famosa "lição moral". Eu fico por aqui, mas aguardo as sugestões de vocês, nos comentários, para o próximo "Em algum lugar do passado",ok? Beijos do âncora!

P.S: O Vasco segue sendo o orgulho do Rio. E, contradizendo a toda a mídia, eu creio no resgate do futebol carioca em 2010. Se eu não acreditar, como torcedor que sou, quem mais irá crêr? E como jornalista esportivo, torço muito pra isso...
P.S2: No detalhe do Playlist, a música tema da abertura do seriado "Chips".

25 comentários:

mara* disse...

que maravilha! recordar é viver! eu era fanzoca do erik estrada e adorava o seriado, não perdia um. adorava também o 'perdidos no espaço' e 'terra de gigantes' ou 'elo perdido', sei lá...se a preguiça não vencer, vou tentar fazer o bolo de fubá postado abaixo. agradeço a dica de leitura sobre bowie e jagger.

um beijo grande e até mais

carol sakurá disse...

Que viagem alucinante!
Com certeza,deve ter sido uma ´serie e tanto!Buscarei pelos Dvd's.
Algumas palavras vieram como favo a minha boca:motos Kawasakis,estrela,Glasslite,Ray-ban...rsrs
Saudades de tudo isso!
O penteado dos galãs?Cabelinho de quermesse.Sensacional!
Obrigada pela viagem e pela dica!
Delícia de texto!
Beijão!
Carol Sakurá

_Vascao_ disse...

Caraca brother eu assistia essa série Leandro e achava muito boa, na mesma época que passava a série Super-máquina original também muito boa, fica a dica para o próximo "Em algum lugar do passado", ok? Parabéns pelo post, me trouxe boas recordações.
E quanto ao seu último comentário o (P.S:) sábias palavras.
Passa lá no Blog do Vascão e deixa um comentário sobre a última postagem, valeu.
Abraço
Jeferson

Gremista Fanático disse...

Cara como eu estou apenas beirando os 30 ainda, nunca vi falar nessa serie ai. Mas gostei da sua narrativa e vou ver se é legal mesmo como descreveu porque se fez todo esse sucesso tem que ser bom, abraço.

Saudações do Gremista Fanático

Saulo disse...

O Vasco vem sendo o melhor do Rio, mas não tá jogando na Série A e vamos ver no ano que vem se vai continuar sendo o melhor do Rio por que vai ser totalmente diferente.

Lú Silva disse...

Léo amo este quadro do MCF!!!
É tão lindo!!! Tão dotoso!!!
Mas, q dia mesmo vc irá falar de Caça Talentos (Angel Mix)???...kkkkk
Tô esperandoooooooooo...kkkkkkkkkkk
Mas, infelismente, não me recordo deste sereado EUAense. Minha amiga diz que lembra...rsrsrs.
Gostei da história!!! Perfeito!!!

Voltareiiii

Bjo grande amigo

Vv disse...

Uau !!

Bom, eu era praticamente um bebê ;) !

Mas claro que lembro e ADORAVA...

Afinal UNIFORME+MOTO+POLICIAL = FANTASIA :) !

SdsRbNs, Vivi.

paula barros disse...

Oi, essa não estou lembrando. E teria tudo para lembrar, geralmente me "apaixonava" por policiais. rsrsrs

bom final de semana!!

Claudio Henrique disse...

Confesso que não conhecia esse seriado. Parece ser bem legal.


Abraços

Roberta Mattoso disse...

Meninos, Rio 2016 é nosso!!! Vamos comemorar tudo neste fds!!!
E um bjo para todos!!!!!

Clítia Milagres disse...

Vixi, pelo visto o blog é mais visitado pelos "brotinhos" (essa é velha kkk). Esse seriado foi o máximo, adorava. As meninas da época queriam sempre namorar um policial...rsss. E eles eram umas "graças".

Bjs

Leo Fernandes disse...

Caraca, Leandro!!!
Chips....se não me engano cheguei a pegar essa série em TV aberta quando eu era pequeno....eu tenho o almanaque dos anos 70 e fala deles....vou ver se tenho a oportunidade de assistí-los no TCM.
Aliás, no TCM tb passa "A Gata e o Rato", série maneiríssima com Cybil Sheppard e Bruce Willis bem jovem...dessa série eu me lembro quando passava no canal 4.
Valeu pela moral no meu blog, cara
Abraços

Fernando Gonzaga disse...

ouvi falar deste seriado, mas não tive a oportunidade de assistir...

o vasco deve aproveitar a base do time deste ano, para montar um time competitivo para 2010...

abraço!!

Mariana Zuzuca disse...

não via, era molecota...mas, atualmente vejo no TCM. um apena que não fizeram um remake ainda. Como advento da tecnologia ficarm bobinhas a s estórinhas, internet e celular iriam dar um ar de modernidade a trama e ficaria muito bom um"up grade". Que moreno , o Pnch, erik Strada hien? beijos jeffinho! Souza, vá pro inferno vc...rs...tolinho.... fogo na rosca...hilário...beijão

Prof. Motta disse...

Via, era muito bom e mostrava como o policial era um ser humano de carne e osso. com erros e acertos. Parabéns , pela lembrança. Ah, jefferson...sua resposta virá a tempo, ok? Abração.

MR disse...

Adorava o seriado. Supermaquina nao. Eca! CHIPS* sim, cult total.
Agora deu saudades de quando podia ficar em casa depois do almoço.
Muito legal o post.

Luma disse...

Eu vi no TCM outro dia, uma série brasileira, antiga, também de patrulheiro, mas o seu companheiro era um cão. Agora não me lembro o nome do seriado, mas tinha patrulheiro no nome e o que me fez lembrar dele com seu texto, é que ele também usava moto e fazia tudo para não usar armas. Era bem ingênuo, talvez por que na época os ladrões eram 'de galinhas'. Enfim, ele foi antes do 'Chips' porque ainda era em preto e branco. A criançada depois se amarrou em outros motoqueiros, como Jiraya, Jaspion, Changeman, Power Rangers...os ninjas, Toku, Takumi, Naruto, invasão japonesa, aff!! e tudo tão complicado! Antes era tudo mais simples!! Bom fim de semana! Beijus

-=|Åñä £ú¢¡ä|=- disse...

Maldita Futebol Clube é informação e cultura!
Parabéns!!!
Bjs.

Robson Fontes - SG disse...

Meu camarada, a situação é a seguinte?: os caras iam só namoral. Sem confusões e sem encrencas. Tipo na boa, sem se corromper, sem gastar um centavo de grana em munição e nem sujar o colarinho. Surreal, mas interessante. valeu o post! abração ao Albertop, pelo post anterior...interessante e criativo.

Jos´´e "mengão" Luiz disse...

Carac, viagem pura do âncora... pncherello? olha só o nome do cara, policial porto riquenho na califórnia, tipicamente para mostarr a imigração que os estrangeiros poderiam dservir aos americanos,e bem!

... disse...

Olá Leandro.
é muito legal essa ideia de trazer ao presente lembranças do passado. confesso que não conheço essa serie. mas gostei da ideia do post. rs
Fiquei feliz com a vitoria do Rio .. e torço para vencermops ainda mais, sou brasileira, carioca e vascaína com muito orgulho !!

Bjins:p

Anônimo disse...

Poxa deve ter sido um bom programa ... não cheguei a acompanhar esse ... sou de um pouquinho depois ... mas isso aqui me deu vontade de relembrar os seriados classicos ... vou ja fazer um especial para Profissão Perigo que era um dos meus preferidos ... ah e Obrigado pela presença la no meu blog ... flw

MEUS PENSAMENTOS disse...

padrinho isso é demais vc tem uma memoria eu era apixonada pelo poncherello
lindo de morrer !!amei
essa postagem vale ouro bjs !!

Denilton "Pé" disse...

Amigos,por um instante voltei no tempo mesmo,e revivi minha infancia,muito bom esse seriada,sempre fui fã,era febre naquela época,que bm poder reviver isso.Parabéns!!!

D.Ramírez disse...

Esses ai marcaram infancia. LEmbrei-me de um amigo q tive de pequeno, loiro, brincavamos que ele era o liro ai e eu o moreno, coisas de moleques.haha..
Leandro, to no face, se quiser me adiciona.
Abração

Perfeito!! Você esta plugado no Maldita Futebol Clube...Tá na boa, tá na área!!

Esse é um blog feito para rapaziada que curte um rock and roll, é aficcionada por seu time e ama rádio. Se você era fã do Maldita Futebol Clube está no lugar certo. Se você ainda não é fã, a hora é essa: Impasse Livre! Diariamente você nos acha por aqui. È muito bom ter a sua presença conosco. Critique, e participe, pois sua opinião é muito importante. Esse é o espírito do ILFC: Democracia, humor, irreverência. Informação com paixão! Mande e-mails para: impasselivre@yahoo.com.br.
Entre na comunidade do orkut:malditafutebolclube Ouça nosso programa, pela INTERNET, toda quarta-feira, á partir das 2o horas em 1440 AM RJ.