quarta-feira, 15 de julho de 2009

Politicagem...


Caros amigos leitores, começo este post com a seguinte pergunta: qual o papel dos políticos em nosso país? Diante de tantos problemas sociais, da crise econômica, etc, parece que nossos políticos estão mais empenhados em satisfações pessoais do que em oferecer melhores condições de vida aos brasileiros. Digo isso baseado no empenho de alguns políticos na ajuda de alguns clubes.

Segundo o pensamento de Maquiavel: vale tudo para chegar e se manter no poder, inclusive passar por cima da moral. Ocorre que há políticos passando por cima da moral para satisfazer sonhos pessoais, como injetar dinheiro em seus clubes.

Já há comentários que o presidente Lula contribui com o Corinthians indicando empreteiras para construção de CT's e na negociação com a Perdigão. Mas até aí, ele está utilizando a sua influência para capitar investidores PRIVADOS. Pior é quando políticos utilizam a sua influência para ajudar o clube de coração com dinheiro PÚBLICO, dinheiro meu e seu.

Pois é isso que acontece com o Vasco da Gama e o governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Filho. Alguém pode me responder o que a Eletrobrás vende? Dirão os vascaínos: energia, ora! Pergunto: energia pra quem? Já me disseram que a Eletrobrás tem interesse em exportar energia. Pergunto novamente: Será que algum chefe de Estado irá ver o jogo do Vasco e ficará atraído pelo nome da Eletrobrás na camisa e decidirá importar energia? Atinge o público alvo?

Dirão indignados: a Eletrobrás quer conscientizar o povo a usar melhor a energia. Pergunto de novo: não seria mais prático estampar explicativos na própria conta de energia, ou enviar malas diretas explicando como utilizar a energia? Ou o simples nome da Eletrobrás na camisa já é o suficiente para explicar a população?

Vão dizer que o Flamengo recebeu durante 25 anos dinheiro da Estatal Petrobrás, e nada foi dito. Ocorre que a Petrobrás vende produtos no varejo para consumidores com vc e eu, por exemplo, óleo Lubrax, Podium, Postos BR, cartão Petrobrás, dentre outros, que sempre buscaram o lucro! Pois para quem não sabe a Petrobrás é uma empresa de economia mista, com boa parte do capital nas mãos de particulares. Por isso sempre estampava um produto buscando o lucro.

Já a Eletrobrás utiliza 14 milhões para estampar a camisa do Vasco, sob o argumento de educar a população no consumo de energia. Tal dinheiro poderia ser melhor utilizado em campanhas bem feitas para realmente educar a população. Não acredito em educação com uma palavra ou apenas uma frase, mas sim em uma real explicação.

Escrevo isso não por ser a patrocinadora do Vasco, mas sim por se tratar de dinheiro público sendo mal utilizado. Por que a Eletrobrás jamais patrocinou um clube antes da gestão Sérgio Cabral? Por que logo o Vasco, time do seu coração? Será que a eletrobrás faria o mesmo caso o Sérgio Cabral não fosse o governador? Ficam as perguntas e a indignação com nosso sofrido dinheiro sendo despejado em São Januário.

Ademais, aproveitando essa onda de politicagem, o Eduardo Paes também anda bastante ocupado administrando o dinheiro dos sócios torcedores vascaínos. Mas aí não é problema meu.

SRN

21 comentários:

Saulo disse...

É Jefferson. Se tratando de política é muito complicado falar alguma coisa principalmente aqui no Brasil.
A maioria desses políticos brasileiros adoram fazer uma festa grande com o dinheiro público e o pior, ninguém vai preso.

Carlão Azul disse...

Esse negócio de misturar governo com clubes é imoral. Não se deve utilizar dinheiro público para beneficiar esse ou aquele clube. Se isso tiver ocorrendo é caso para polícia (se é que adianta).
--

Jefferson, coração a mil sim, muita ansiedade e nervosismo, tô doido pra começar o jogão.


Saudações Celestes

Sou Cruzeirense Blog
Sou Cruzeirense Site
Sou Cruzeirense BRINDES
Acesse e comente!

Roger disse...

O grande problema é que seu time está sem patrocinador!

Jorge Colina disse...

Jeferson, meu caro ... a inveja é uma m... vocês foram bancados por uma estatl durante mais de duas décadas, a base de acordos e conchavos com governos estaduais, como o de Moreira Franco e o de garotinho, ocultando inúmeras divídas de vocês para obterem as CNDS,. Ser´aque vc não se lembra do empenho do Collor para colocar seu ídolo Zico no planalto e negociar nos bastidores com ma´srico braga pelo aumento das cotas da Petrobras? Aliás o embrião da lei pelé foi a Lei Zico, ambos advogando em causa própria. A eletrobras teve mais exposição em nove meses de negociação com o vasco do que durante anos patrocinando o basquete brasileira e de acordo com o prersidente da empresa " A parceria pode ser até melhor para a Eletrobrás do que para o clube!". Encerro com isso.

Maldita Futebol Clube disse...

Discordo dos amigos quanto a visão governo x clubes. Acho que o governo tem que ser fomentador de esportes nesse país. E que o clube é a porta de contato com a população, de integração. E que uma polpítica maçiça de investimentos trará o cidadão para aprática desportiva. Desafio qualquer uma provar que o vasco não investe no social! Vejam , lá na barreira do Vasco os projetos de iniciaçãodesportiva( inúmeros) no basuqete, nop handebol, na ginastica ritmica, no futsal, no volei, na natação entreo outros. Falo isso , pois convivi amnos , levando meu filho ao basquete de base do vasco e veno o que falo , diariamente. Não discuto Fla x petrobrás, parabenizo a empresa por ter investido nop clube. uma pena que a má gestão sdesse dinheiro em nada melhorou o clube. A falta de capacidade de gestão de recursos nos clubes é o problema, vide Flu x Unimed, na qual qa empresa tem que pagar salários de jogadores e não o clube! Jefferson, o Fla se usou de políticos influentes, como moreira franco, Collor, o próprio Lula, patricia amorim, Alexandre santos e outros para obetr benesses. Caso você não saiba, o bem maior de seu clube, a Gávea, é fruto de uma doação do governo estadual ao Clube. Eu disse, doação e não patrocínio. O que você tem a dizer disso? {È ilegal, é imoral e engorda? Ora, me poupe. Pura inveja. O vasco tera um gestor da parceria, o ex-atleta fernandão, pessoa de bem que irá administrar a aplicação desses recursos. Quecaso não saiba, são para o fomentop do esporte, para a conscientização da população, oq ue diversas campanhas feiotas não conseguiram, e com a visibilidade do clube, há uma tendência visibilidade ser maior e o objetivo alcançado. Uma publicidade institucional e que terá parte dos recursos(500mil) para o remo, outros 500 mil para investimento em infra-estrutura de esportes olímpicos, outros 300 mil para projetos de responsbilidade social e para moradores das áreas carentes adjacentes ao clube e outros 200 mil para um projeto para olímpico , que será desenvolvido junto com a Agap e Andef.Ponto para o vasco? Não! ponto para o esporte! Ponto para a empresa que foi corajosa em se associar ao clube. Ponto para os governantes que fomwntam o esporte. Esse mesmo, excelente governador, elogiado aos quatro cantos do RJ, criou o dia do flamengo, o dia do flamenguista e homenageou seu time no plenário pela primeira vez. politicagem? Talvez. mas, prefiro crêr em bom senso! e odinheiro será fiscalizado pelo erário público. E gerou recursos ao próprio giverno com a quitação de pendências antigas entre o clube eos governos em todas as esferas, e mostra o único clube do rj em dia com suas obrigações fiscais comos governos. A educação do povo não se dará por frases ou palabvras, mas por atos , sociais, do clube e da empresa. E anteriormente ela patrocinava espiortes amadores, caso queira saber, e apenas agora se voltou ao esporte "profissional". Você sabe o desperdício que se têm nos estádios com a iluminação ou em casa ou na rua? talvez, com a conscientização pioneira da eletrobrás e do vasco, algo possa melhorar. E uma pergunta: por que , seguindo seu raciocínio, a petrobras, não investiu os quase duzentos milhões que investiu no Flamengo em estudos para aumento da produção petrolífera de seus campos nas bacias de campos e macaé? Ou porque não barateou a gasolina no RJ(uma das mais caras do país)? E com reklação a Petróbras, cercad de 3% apenas são de capital privado(me corrija, por favor se estiver errado, pois sou leigo nesse assunto) e o controle da estatl pelo governo é obrigação jurídica! portanto, que atire a primeira pedra aquelçe clube em cuja exuistência nunca tenha procurado auxíliop do governo municipal, federal ou estadual! Se dependerem disso as pedreiras faliriam...abs, Leandro

Maldita Futebol Clube disse...

E não esqueçam do colégio vasco da gama. Tudo que falei sem incentivo fiscal, benesses governamentais e apoio nenhum! Sabe porque os clubes empresas existem? pór leis de incentivo fiscais, que possibilitam abonos e reduções de impostos as empresas que investem no projeto. mas, será que esses descontos dados tb não saem de nosso bolso? Fica a reflexão.

DJ Daniel leal disse...

Parabens pelo blog de vcs !!
=)
estarei smp curtindo aquii..
vlww


Dj Daniel on todas as tardes !! Radiotividade : http://djdanielleal.blogspot.com ou pelo http://radiotividade.blogspot.com ou pelo msn ctrl u e cola http://radiotividade.sytes.net:4408/!! Ate as 21 !!

Paula disse...

Concordo com você, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Governo e futebol não devem nunca se misturar!

DJ Daniel leal disse...

Parabens aii pelo blog..
smp agora da uma passada akii v!
hoje o flamengo toma uma proo Palmeiras !
Dalê porcooooooooo ♪

e de uma passada laa na radio web !!

Dj Daniel on !! Radiotividade : http://djdanielleal.blogspot.com ou pelo http://radiotividade.blogspot.com ou pelo msn ctrl u e cola http://radiotividade.sytes.net:4408/!! Ate as 21 divulgue pros amigos !!

Daniel disse...

Estava esperando exatamente alguém postar algo a respeito, mas não imaginava que a própria postagem traria tudo que eu penso sobre o assunto.

É claro que eu torço sempre contra o Vasco, mas neste caso realmente é diferente. Creio que qualquer cidadão com um mínimo de estudo e um mínimo de interesse em política e economia consiga ver o absurdo de uma indútria de base (ainda mais estatal) gastar 14 milhões por ano em um clube de futebol para popularizar sua marca. Não faz o menor sentido economicamente falando, como muito bem colocou o Jefferson

Alguém pode, e com certeza, alegar que é birra de Flamenguista e que se fosse a favor do Flamengo eu não seria contra.

Em primeiro lugar eu não condeno (e acho que o Jefferson também não, embora tenha lido o texto correndo) o Vasco pelo contrato. Se aparecem na minha casa oferecendo 14 mi para colocar uma placa de patrocínio na porta e se não há nada que o impeça por lei eu também provavelmente aceitaria.

É claro que no caso em questão o Vasco não teve um papel passivo na história. Não seria exatamente a mesma coisa que eu estar na minha casa e bater na porta um agente da Eletrobrás dizendo que tenho o melhor ponto da cidade para estampar um outdoor e que isso me renderia 14 mi, mas vá lá.

Em segundo lugar, o Vasco não é a única equipe do Rio patrocinada hoje pelo Estado. O Botafogo também é patrocinado pela mesma Petrobrás que patrocinava o Mengão e não há nada de errado nisso. A Liquigás (subsidiária da Petrobrás) tem real interesse em estampar a marca em um uniforme, tanto que o patrocinador anterior do B-otafogo era uma empresa privada (Supergasbrás) concorrente direta da estatal.

O problema está todo em uma empresa que não fornece nenhum produto diretamente ao consumidor, que não tem qualquer interesse em popularização de marca já que ter ou não uma marca popular para ela resulta em 0% de aumento nas vendas invista esta fortuna em seja lá que tipo de ação publicitária for. Fosse um Correios estampando a marca do Sedex 10 ou um BB estampando sua logomarca ninguém poderia reclamar. São empresas públicas que oferecem serviços diretamente ao consumidor e que devem usar dos mesmos recursos publicitários que seus concorrentes privados: a Finasa patrocina um time de volei, o Banco Bonsucesso patrocina o Cruzeiro, o BB patrocinaria o Vasco... nada a discutir.


Por outro lado, se fosse uma indústria de base privada seria problema exclusivo de seus proprietários e acionistas, a empresa estaria despejando dinheiro no lixo já que esta publicidade não pode trazer nenhum retorno econômico a este tipo de negócio, mas tudo bem... quem sou eu pra discutir as preferências futebolísticas de um mega empresário ávido por investir em seu time de coração?

Mas sendo uma empresa pública é problema nosso: um problemão que me cheira tão grande quanto insolúvel.

Glayce Santos disse...

Meu, pra mim, tá tudo errado. Inclusive o Lula! Não tem que se manifestar nessas questoes. Os políticos dessa terra de ninguém tem a única obrigação de gastar energia com causas sociais. Isto inclui o incentivo ao esporte, mas de forma geral e neutra!

Beijos, rapazes
Beijos, leaaandro!

Ivson disse...

Jeferson, a Eletrobrás tem seis distribuidoras de energia no Norte e Nordeste. Se tomadas em conjunto, forma a quarta maior do Brasil em número de consumidores - perdem só para a Eletropaulo (Sampa), Light (Rio) e Cemig (Minas).
Boa ideia essa da conta de luz, mas a empresa só pode pô-la em prática nessas seis distribuidoras. No resto do país, não pode porque as distribuidoras não são suas.

Ivson disse...

Saulo, a Liquigaz também é estatal - subsidiária da Petrobras.

_Vascao_ disse...

Sábias palavras Leandro, nem preciso me dar ao trabalho de responder a este Post. Falou e disse tudo.
Abraço
Jeferson
http://www.vascao100ev.blogspot.com

Vinicius Grissi disse...

A ajuda do governo a clubes de futebol é interessante e válida, desde que não se misture com interesses pessoais.

MR disse...

SEM FALAR no rombo do orçamento do Clue Atlético Mineiro, publicado há meses, mostrando a evolução do Patrimônio: de cem milhões positivo para 49 milhões NEGATIVO!!!


PASMEM!!

Mauro Vascolina disse...

Não se fez esse alarde todo quando era a petrobras e a Liquigaz! quanto a não se vender produto, Daniel, existe algo que em publicidade chamamos de "institucional". Através desse modelo de marketing se obtém exposição sufuiciente em mídia, cujo retorno financeiro é muito maior do que o valor investido. Como a eltrobrás distribui energia paenas para seis distribuidoras, quem sabe ela não queira ampliar o seu leque? e depois o trabalho social no vasco é sério e o será ainda mais. Um clube com milhões de torcedores como o vasco, faz com que a mensagem seja transmitida de forma muito mais rápida e visível! E o vasco não tem "culpa" disso, muito pelo contrário, cumprirá o disposto no contratoe dará o retorno de acordo com o pedido pelo marketing da eletrobras. Que patrocinou esportes olímpicos e não foi bem,. por isso a investida no esporte profissional de ponta no país. Abs, Mauro Campi.

Éverton Vidal disse...

Muito muito muito bom o post!
Ótima reflexao mesmo.

José "mengão" Luiz disse...

Tem politicagem... todos nós sabemos que tem. mas, a reclamação feita agora, após perdermos a nossa estatal, soa como recalque Jeferson. E de mais a mais, concordo com o âncora, o governo tem que investir para fomentar o esporte e penso que o caminho é exatamente esse, nos clubes de massa para depois expandir. Abs, Zé!

Jefferson freire disse...

Caros amigos, não ia comentar os comentários por achar o texto auto explicativo. Mas diante da situação resolvi fazer algumas ponderações.
1º fico feliz em ter a concordância da maioria "imparcial", ou seja, os não vascaínos.
2º O patrocínio da Petrobrás era diferente, pois possuía diversos produtos e serviços para a população e cidadão normal. Diferente da eletrobrás. Não sei como um nome na camisa pode educar a população na economia de energia.
3º Acho válido o investimento do governo no esporte. Mas acho q deveria investir mais nos esportes amadores e na base. O Flamengo quase acabou com a ginástica e a prefeitura do Rio se negou a colaborar e ainda criticou a ajuda oferecida pelo governo de Niterói. Todos sabem q o prefeito do Rio é vascaíno e administra o dinheiro dos sócios torcedores vascaínos. Ou seja, disponibilizar 80 mil para manter a ginástica n~]ao pode, mas 14 milhões para o futebol vascaíno pooode. Aí mora a controvérsia, ou será apenas coincidência os investimentos do Rio de janeiro que tem governantes vascaínos irem só para o vasco. Ademais, li q sérgio cabral e lula tiveram q intervir na negociação para agilizar o acordo. É esse o papel do político?

4º Lembre-se q 12 milhões é exclusivo para o futebol PROFISSIONAL do vasco, não podendo nem mesmo ser destinado aos funcionários do clube. Realmente é um belo investimento no "social". Enquanto isso, o basquete, volei, futebol de salão e demais esportes amadores passam sufoco para sobreviverem.

Enfim, não se trata de recalque, até pq não sou contra o investimento do Estado no esporte. Só acho o foco estar errado e os fatos conflitam com os argumentos expostos por vcs.

SRN

Maldita Futebol Clube disse...

Jefferson, qyuanto a prefietura de Niterói, acho válido apoiar os atletas amadores, mas válido mesmo seria apoiar os atletas de niterói. Como os iatistas que buscam espaço, valorizar o clube da cidade com dificuldade e a mingua na terceira divisão ou o basquete do central campeão sula mericano. O desenvolvimento na cidade está a frente de apoiar o Flamengo e seus atletas já formados. O erário público nesse caso deve-se voltar a base ou aclubes da cidade. Qt a eletrobrás, uma mensagem institucional da empresa num clube como o vasco chega a milhões de pessoas ao contrário de campanhas como as que já foram feitas quando apoiou o basquete e ninguém viu a estatal. te garanto que a visibilidade dela agora é bem maior e que programas como o procel serão muito mais falados. Se o produto da eltrobrás não é de varejo, pouco importa, pois é de consumo e é vital. É energia.luz. e não se pode compara a juda da prefeitura com a do governo federal, a eletrobras não é municipal , meu caro! E a prefeitura de niterói é municipio tanto quanto a do RJ, com uma diferença que o governo carioca acabou de sair de um pan custoso e que a faz manter ainda modalidades cvomo atletismo por conta própria. Me diga: o flamengo nunca teve ajuda de políticos e governos para o seu patrocinio? que atire a primeira pedra aquele que não o teve. È muito comodismo criticar por criticar. Não falarei mais sobre o caso, quem qusier saber melhor minha opinião que me escute na próxima segunda na radio flu am em www.ofluminense.com. br a partir das 21 hs...abs,leandro

Perfeito!! Você esta plugado no Maldita Futebol Clube...Tá na boa, tá na área!!

Esse é um blog feito para rapaziada que curte um rock and roll, é aficcionada por seu time e ama rádio. Se você era fã do Maldita Futebol Clube está no lugar certo. Se você ainda não é fã, a hora é essa: Impasse Livre! Diariamente você nos acha por aqui. È muito bom ter a sua presença conosco. Critique, e participe, pois sua opinião é muito importante. Esse é o espírito do ILFC: Democracia, humor, irreverência. Informação com paixão! Mande e-mails para: impasselivre@yahoo.com.br.
Entre na comunidade do orkut:malditafutebolclube Ouça nosso programa, pela INTERNET, toda quarta-feira, á partir das 2o horas em 1440 AM RJ.